Ads Top

Texto: Continue Andando


     "E então ele se levantou da cama com todas as suas forças, deixando para trás todos os seus problemas, para enfrentar mais um dia da sua vida. Sua respiração era ofegante, parou frente a janela e se pôs a observar a vasta visão de um balanço antigo feito com pedaços velhos de madeira. Costumava passar horas com seu pai correndo pelo quintal arrastando seus pés descalços pela grama verde. Fazia menos de um mês que seu pai se fora, e até então não conseguia compreender a razão de sua partida. Sua mãe bateu á porta com uma bandeja de biscoitos quentinhos e um copo médio de leite morno. Ele apenas retribuiu com um sorriso. Sua mãe se retirou deixando a bandeja sobre a escrivaninha. Naquele momento, ele tentava achar respostas para o real sentido do ciclo da vida. O nascimento, o crescimento, a reprodução, e por fim, a morte. Acreditava que aconteceu no momento que deveria acontecer. Acreditava numa explicação a base de coisas interligadas por passado, presente e futuro. "Foi do jeito certo, na hora certa". Sem mais, nem menos. Por isso estava ali de pé naquele dia após semanas sem comer, nem dormir, sentindo a falta do amado pai. As pessoas se vão, uma hora ou outra, até as que amamos. Não significa que elas não nos amem, e nos tenham deixado para trás. E sim, que já ofereceram tudo o que tinham a oferecer, para você."
- Ronyson Nogueira

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.